terça-feira, 22 de julho de 2008

Como me tornei prostituta!!!

Olá!Meu nome é Camila,tenho autalmente 22 anos,sou morena,olhos verdes,cabelos bem curtos,1:65 m,55 kilos,65 cm de cintura,86 cm de busto,91 cm de quadril.Como podem perceber,tudo em mim é pequeno,inclusive meu tamanho.Sou casada com um homem maravilhoso que me completa e me entende inteiramente.Somo ambos bem liberáis e temos nossas aventuras fora do casamento mas sempre contamos um para o outro o que aconteceu.Tudo começou quando ainda era muito nova,eu tinha apenas 13 anos e morava na fazenda com meus pais e meu irmão.Nas férias sempre recebia-mos a visita de um primo nosso que eu gostava muito.De sexo eu não tinha sequer a minima noção,apesar de ter sentidos já alguns arrepios quando tocava em minha bucetinha.Quando meu primo estava na fazenda,sempre ia-mos,eu,meu primo e meu irmão tomar banho de cachoeira na parte da tarde.Em uma tarde,quando saia-mos para ir à cachoeira,passamos pelas cocheiras e vi um garanhão cobrindo uma égua.Aquilo me chamou a atenção e perguntei ao meu irmão o que estava acontecendo ali.Meu irmão,que na época estava com 19 anos,ficou um pouco embaraçado e tentou me esplicar,sem muito sussesso e meu primo,que estava com 17 anos,foi mais categórico:O CAVALO ESTÁ COMENDO A BUCETA DA ÉGUA.Caminhamos para a cachoeira,mas aquilo não saia da minha cabeça.Ao chegar-mos,tirei meu vestidinho e fiquei apenas de calcinhas.estava acostumada a ficar assim na frente deles,pois não tinha malícia nenhuma ainda.Eles tiraram suas roupas e ficaram somente de cuécas.Entramos na água e começamos a brincar juntos,mas esse dia não era mais como os outros,podia-mos sentir a diferença.Meu primo,durantes nossas brincadeira,me agarrava por traz e começou tambem a segurar e apertar meus seios que já pareciam duas peras.E podia sentir,quando ele me agarrava,alguma coisa dura encostada em minha bundinha.Em uma dessas agarradas,ele me perguntou se eu gostaria de saber mesmo o que o cavalo estava fazendo com a égua.Meu irmão só ficava nos olhando e nada disse,apenas nos acompanhou quando meu primo me levou para a prainha de areira e me deitou de costas.Tirou minha calcinha e tambem sua cuéca,começou a me beijar e foi decendo até alcançar meus seios.Quando colocou sua boca e chupou os biquinhos entrumecidos,estremeci na hora,ele levou uma mão para a minha bucetinha e começou a me bolinar.Eu estava adorando tudo aquilo que para mim era pura novidade.Em seguida ele me pediu para chupá-lo e me encinou rapidamente como fazê-lo.Aos poucos foi se virando e ficou por cima de mim.eu com seu pau na minha boca e ele ao contrário,começou a chupar minha buceta ainda virgem.Depois de um tempinho,ele saiu de cima de mim e perguntou ao meu irmão:VOCÊ É IRMÃO DELA,QUER SER O PRIMEIRO?Meu irmão tirou sua cuéca e deu seu pau para eu chupar.deitou-se por cima de mim e me chupou tambem por um tempo.depois se virou e deitou-se entre minhas pernas,abrind-as ao máximo,colocou seu pau na entrada da minha buceta e deu uma forçada.Gritei e pedi para parar por que estava doendo muito.Ele parou mas não tirou o que já tinha entrado,apenas ficou parado.Quando percebeu que a dor tinha passado um pouco,ele enterrou seu pau todo de uma ves dentro de mim.Gritei,urrei mesmo.Queria sair dali,mas estava segura pelas mãos do meu primo.Aquilo parecia que me rasgava ao meio.Deu-me a impressão que eu seria dividida em duas pertes distintas.Ele ficou parado um bom tempo que para mim pareceu uma eternidade,mas logo a dor foi passando,restando aquela sensaçao de ardencia e comecei a me acostumar com aquele volume dentro de mim e para demonstrar isso,fiz um movimento com meu quadril.Ao perceber isso,meu irmão começou um movimento cadenciado de entrar e sair dentro de mim e aos poucos fui começando a sentir uma sensação agradavel que foi crescendo gradativamente até culminar em espasmos e meu corpo tremer completamente e eu soltar gemidos qua até então eram desconhecidos para mim.Em seguida meu irmão jorrou seu gozo dentro da minha buceta e caiu deitado ao meu lado na areia.Meu primo,vendo que ele saira de cima de mim,veio tomar o lugar dele e enterrou seu pau(que era um pouco menor que o do meu irmão)na minha buceta e sem esperar por nada foi metendo rapidamente até gozar tambem dentro de mim e se deitar do meu outro lado tambem na areia.Estava-mos os tres ofegantes,com dificuldade de respiração,mas satisfeitos.Levantamos e fomos nos lavar na cachoeira,nos vestimos e fomos para a sede da fazenda.No jantar,quase não falei nada e pouco quis comer.Meu pai eu não sei se percebeu algo,mas minha mãe sim . Ao final do jantar,eu disse não estar muito bem e iria me deitar mais cedo.Fui para meu quarto e em seguida minha mãe apareceu e me perguntou o que tinha acontecido comigo para eu ficar nesse estado.Quis desconversar,não queria falar nada,mas ela é muito esperta e começamos a conversar banalidades até ela entrar novamente no assunto e ao ser envolvida por ela,acabei contando para ela o que tinha acontecido,mas não quis falar com quem tinha sido(Como se precisasse,acho que ela sabia desde que chegamos da cachoeira).Ela me abraçou e me disse:ENTÃO MINHA FILHINHA ESTÁ VIRANDO UMA PUTINHA!!Se prepara que amanhã vamos eu e você para a cidade.Ficamos mais um tempinho juntas e ela foi dormir.No dia seguinte,bem cedo,ela me acordou e depois do café,disse ao meu pais que iria para a cidade comigo.Pegamos o carro dele e fomos. Ao chegar-mos ela me levou direto para o consultório de seu médico ginecologista,onde aprendi muitas coisas,orientações sexuáis em geral,uso de preservativos e outras coisas relacionadas ao sexo e doenças sexualmente transmitíveis.Ali me foi receitada tambem minhas primeiras pílulas que tomo até hoje(O médico é meu ginecologista atual tambem).Passamos em algumas lojas e mamãe me comprou algumas peças de roupas intimas,calcinhas(Agora fio dental)soutiens e camizolinhas.Voltamos para a fazenda e lá comecei a dar quase que diariamente para os dois na cachoeira.As veses,de madrugada,eu era acordada por um deles ou mesmo pelos dois juntos e trepávamos deliciosamente com o perigo de meu pai descobrir.Quando acabou as férias,meu primo precisou ir embora e passei a trepar somente com meu irmão.eu estava cada vez mais viciada em sexo.Quanto mais fazia,mais eu queira.Aprendi com mamãe a raspar minha bucetinha,fica mais higiênico para certas coisas,dizia ela.Um dia,chegou à fazenda um telegrama que me deixaria muito triste.Anunciava a morte desse meu primo em um acidente de automóvel.Passei uma semana sem fazer nada,Não dormia,não comia e não queria trepar tambem.Minha mãe e meu irmão me consolaram como puderam até eu conseguir reagir e aos pouco fui voltando ao normal.Quando completei 14 anos,meu irmão me pediu para comer meu cu.Fiquei assustada.Seu pau é muito grande.Lembrei de quando ele me comeu a primeira vez,quando quase me dividiu em duas e fiquei apavorada com a possibilidade de passar por tudo novamente mas agora por tráz.Disse isso a ele e ele começou um trabalho de preparação.Sempre que iamos para a cachoeira,ele passava na horta e pegava uma ou duas cenouras,a principio finas e aos poucos foi aumentando a grossuras delas,e quando estavamos trepando,ele enfiava a cenoura no meu cu.Comecei a me acostumar com um volume no trazeiro e passei tambem a gostar disso.Uma tarde,estava com ele enterrado na minha buceta e disse para ele:MANO,HOJE EU QUERA DAR O CU PARA VOCÊ.Quando ouviu isso ele gozou dentro da minha buceta e se deitou ao meu lado.É sério?Ele perguntou e diante da minha afirmativa,me beijou como nunca tinha feito antes.Nos levantamos depois de descansar um pouco e fomos nos lavar.Voltamos para a prainha e comecei a brincar com seu pau,batia-lhe uma punheta,as vezes colocava-o na minha boca e aos poucos ele foi novamente criando vida.Quando vi que estava bem duro,me virei e fiquei de bruços na areia,peguei todas as nossas roupas e fiz um amontoado e coloqueo por baixo de mim para arrebirar um pouco mais minha bundinha e disse paea ele:VEM,COME MEU CU.Ele se deitou por cima de mim,se posicionou e forçou um pouco a entrada do seu pau.Senti uma ardencia muito grande,mas não reclamei de nada,estava decidida a dar o cu para ele.Depois de esperar um pouco para eu me acostumar,ele foi penetrando lentamente meu cu.Doia muito,precisei morder minha mão para não gritar,mas quando o senti inteiro dentro de mim,consegui relaxar um pouco e a dor foi passando,logo ele estava metendo vigorosamente no meu cu e com essas estocadas eu comecei a sentir mais uma vez os espasmos de um orgasmo fantastico.Quando acabei de gozar,foi a vez dele.Em jatos fortes e abundantes,ele gozou pela primeira vez dentro do meu cu.Quando ele saiu de dentro do meu cu,me levante e abri bem minhas pernas e pude sentir sua porra vasando pelo cu e escorrendo pelas minhas pernas.Nos lavamos novamente e voltamos a prainha.ainda trepamos mais uma vez ali antes de voltar-mos para a sede .essa noite meu irmão esperou todos dormirem e veio para o meu quarto onde passamos a noite juntos.Passaran-se quase um ano e quando eu estava já com 15 anos,não sei o por que,meus pais resolveram se separar(Não quiseram entrar em detalhes conosco na época,mas depois eu e meu irmão descobrimos o porque e vocês logo saberão tambem)Mamãe montou uma bela casa na cidade e nos mudamos para lá.Na cidade,após algum tempo,meu irmão conheceu uma amiga minha e começou a namorar com ela.Eu conheci alguns rapazes do colégio e comecei a sair com eles tambem,as vezes com um apenas outras vezes com dois ou tres juntos.Eu,meu irmão e minha mãe sempre nos demos muito bem e sempre conversáva-mos muito sobre sexo.separadamente é claro,eu e meu irmão ou eu e minha mãe.Ambos sabiam das minhas aventuras pela cidade.Uma vez meu irmão quis participar de uma trepada minha com um amigo dele e aceitei na hora.Quando estava com os dois dentro de mim,um no cu e outro na buceta,perguntei ao meu irmão se ele tambem estava comendo sua namorada.Disse que sim e peguntei se fazia tudo com ela.Ao ouvir a resposta afirmativa dele,gozei seguida e intensamente.Com o passar do tempo,meu irmão achou por bem se casar,estava trabalhando em uma boa firma com um bom salario,montou casa,noivou e casou.Com isso,parou de me procurar e tive que me contentar com os rapazes.Minha fama crecia,onde eu passava era tida como a putinha do bairro,até que conheci uma pessoa.Mas isso já é para o COMO ME TORMEI PROSTITUTA!!!(02)Beijos.Camila

Um comentário: